Relacionamento Abusivo

A nossa vida é o nosso bem maior. Que não percamos o olhar de observadores atentos em tudo o que nos é oferecido para não entrarmos em roubadas maiores.

A regra primordial das tramas abusivas é o redirecionamento da energia vital das vítimas para outros fins que, com toda a certeza, não é o de gerar consciência.

Inventa-se verdades e outros mecanismos para impedir uma percepção mais acurada e legítima sobre a realidade, em uma forma de abuso velado. Muitas vítimas sequer sabem o quanto são participantes ativas deste espetáculo, cegamente obedecendo regras inventadas, inclusive em situações danosas e sem sentido.

Todos sabemos dos horrores e das severas dificuldades que qualquer tipo de abuso pode causar na vida de quem passou ou está passando por essa situação. Em meu consultório, por exemplo, a maioria dos pacientes que sofreram abusos vem com severos sintomas de estresse pós-traumático, ansiedade generalizada, tentativas de suicídio e depressão. Alguns estão tão emocionalmente prejudicados que necessitam ser medicados por psiquiatras, a fim de darem conta de entrar em contato nas sessões de terapia com as situações terríveis que passaram.

O assunto, portanto, é extremamente sério e jamais deveria ser banalizado a ponto de ser tratado por profissionais não qualificados com o cuidado e na profundidade que o tema requer. O alerta é para que não percamos o olhar de observadores atentos. Sempre deveríamos questionar o que nos é oferecido para não entrarmos em roubadas maiores.

💎Quanto mais despertos, melhor!

Silvia Malamud

A manipulação como abuso emocional

A manipulação é uma das mais potentes armas de abuso emocional, de poder sobre o outro e de demonstração de tudo que não é amor. Em suas ações, abusadores perversos habilmente agem com abordagens coercitivas que visam a inserção de sentimentos de culpas, ameaças de retaliação, exclusão, separação, corte afetivo e exílio de tudo o que possa fazer parte do ambiente relacional da pessoa-alvo. O objetivo, portanto, não é apenas a conquista da submissão do outro, mas também o seu aniquilamento.

Por que agem assim?

Pelo adoecimento psicológico, muitos desses manipuladores funcionam como uma espécie de "saco sem fundos ambulante", como eternos desejantes, querendo absolutamente tudo para si mesmos. Como nunca se dão por satisfeitos, imaginam-se no direito de que a tudo podem possuir.

Suas atitudes, portanto, são claros exemplos de egoísmo. Em suas fúrias de voracidade, alucinadamente e em meio a mil e uma estratégias de condutas, seguem conquistando aquilo que vão almejando pelo caminho. O paradoxo é que, no final de cada posse, ainda permanecem insatisfeitos. Navegam em meio a um pseudo prazer que tem apenas a duração de um segundo.

Apesar de serem altamente sofisticados na arte de disfarçar, um bom percebedor facilmente poderá notar o quanto são invejosos e almejam aquilo que o outro tem e conquista.

Portanto, não se iluda, não há pacto possível de amizade ou de amor enquanto houver este padrão de adoecimento nos relacionamentos.

💎Quanto mais despertos, melhor!

Silvia Malamud

1 2 3 8
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram