Artigos 
e Frases

A manipulação como abuso emocional

A manipulação é uma das mais potentes armas de abuso emocional, de poder sobre o outro e de demonstração de tudo que não é amor. Em suas ações, abusadores perversos habilmente agem com abordagens coercitivas que visam a inserção de sentimentos de culpas, ameaças de retaliação, exclusão, separação, corte afetivo e exílio de tudo o que possa fazer parte do ambiente relacional da pessoa-alvo. O objetivo, portanto, não é apenas a conquista da submissão do outro, mas também o seu aniquilamento.

Por que agem assim?

Pelo adoecimento psicológico, muitos desses manipuladores funcionam como uma espécie de "saco sem fundos ambulante", como eternos desejantes, querendo absolutamente tudo para si mesmos. Como nunca se dão por satisfeitos, imaginam-se no direito de que a tudo podem possuir.

Suas atitudes, portanto, são claros exemplos de egoísmo. Em suas fúrias de voracidade, alucinadamente e em meio a mil e uma estratégias de condutas, seguem conquistando aquilo que vão almejando pelo caminho. O paradoxo é que, no final de cada posse, ainda permanecem insatisfeitos. Navegam em meio a um pseudo prazer que tem apenas a duração de um segundo.

Apesar de serem altamente sofisticados na arte de disfarçar, um bom percebedor facilmente poderá notar o quanto são invejosos e almejam aquilo que o outro tem e conquista.

Portanto, não se iluda, não há pacto possível de amizade ou de amor enquanto houver este padrão de adoecimento nos relacionamentos.

💎Quanto mais despertos, melhor!

Silvia Malamud

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram