A arte da escuta agrega valores e nos ajuda a saber mais sobre quem somos e sobre quem é o outro.

Com o imediatismo da atualidade, somando-se ao clima competitivo e à enorme dificuldade de alcançarem status financeiro e visibilidade, jovens de hoje reconhecidamente se tornaram impacientes ao extremo. Sequer se dão tempo suficiente para que minimamente alcancem uma estrutura interior de conhecimento, bem como para criarem as suas próprias histórias com alguma base. A maioria não dá a devida importância às etapas de desenvolvimento, não honrando a herança de conhecimento de quem veio antes deles.

Quando abrem espaço para receber opiniões diferentes das suas sem se sentirem ofendidos ou reativos já é sinal de maturidade e de inteligência emocional, por não se sentirem atacados ou diminuídos, entendendo que as pessoas podem ter ideias e vivências diferentes das deles e que estas também podem ser válidas.

A grande dificuldade de receber qualquer tipo de percepção de quem já fez e construiu é o grande impedidor para que eles próprios se sintam em paz e seguros no que fazem. Não há tempo para uma reflexão, ficam ofendidos com qualquer olhar que os denunciem em seus movimentos rasos. Reativos e enfurecidos, vão para o ataque num movimento desrespeitoso a quem quer que seja. São jovens narcisistas que facilmente se ofendem e julgam como inimigos àqueles que lhes oferecem ideias e ideais diferentes dos seus.

Porém, aqueles que conseguem entrar em contato com a diversidade e fazer reflexões sem se sentirem criticados, julgados ou ressentidos, saem ganhando e certamente terão muito mais chance de conquistar o que desejarem.

💎Quanto mais despertos, melhor!

Silvia Malamud

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram