Quanto maior a necessidade de se validar através do outro, mais espaço o abusador tem para agir.

As pessoas deveriam ser incompráveis e impagáveis, porque quando se vendem por medo de perder o outro, negando os seus desejos mais íntimos, negando a própria vida em nome de satisfazer as vontades alheias e negando seus importantes limites pessoais, tornam-se reféns, entregando o seu bem maior, que é a própria alma. Em troca, recebem migalhas de afeto como recompensa e, ainda assim, imaginam que estão recebendo algum tipo de pagamento por terem sido boas. Ledo engano. Tudo isso faz parte de um delírio compartilhado apenas com aqueles que estão envolvidos neste tipo de adoecimento psíquico. Abuso emocional? Não!

💎Quanto mais despertos, melhor!
Silvia Malamud

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram