Não confunda necessidade de pertencer e medo da rejeição com amor.

Pergunte-se em nome do que você tem permanecido de modo não saudável e decida por honrar-se acima de tudo. De permissão para si mesmo para existir na essência do que realmente é. Diga não aos medos infundados e ao medo do abandono. Ou se mudar cenários, apostando em você e na sua vida, que é seu bem maior, e confie na sequência dos fatos. Quando você decide estar definitivamente presente, no sagrado do seu existir, uma frequência invisível passa a te acompanhar guiando a sua existência para melhor.

💎Quanto mais despertos, melhor!
Silvia Malamud

linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram